HPV e Otorrinolaringologia

Mais detalhes de HPV e Otorrinolaringologia

As lesões associadas à presença do HPV podem estar localizadas na boca, faringe (orofaringe), na língua, faringe, laringe, esôfago, na parte interma do nariz e às vezes traquéia.

A transmissão do HPV geralmente ocorre por comportamento sexual (sexo oral) e transmissão materno fetal ( PRL - Papilomatose recorrente de Laringe).

A PRL é mais freqüente em paises com saneamento básico precário, no sexo masculino, na idade infantil, em primogênitos, em crianças nascidas de parto normal e de mães jovens (adolescentes).

A transmissão pode ocorrer durante o parto ou intra-útero durante a gravidez, sendo que 29% dos casos evoluem para a idade adulta.
A chance de crianças, filhos de mães contaminadas por HPV, desenvolverem PRL é muito baixa (1:80 a 1:1500/ano).

A endoscopia permite o diagnóstico de lesões laríngeas, glote e de vias aéreas superiores.

Papilomas de células escamosas do esôfago é raro e a presença do HPV tem sido evidenciada nesta situação. Existe associação de HPV e câncer de esôfago, patologia mais freqüente em determinadas regiões como: China, Norte da África e Irã.