CADASTRE-SE     ACESSE SUA CONTA



28 de Setembro de 2013


Prof. Dr. Julio José Máximo de Carvalho
Organizador


PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA


  1. HPV: UMA BREVE VISÃO HISTÓRICA.

Prof. Dr. Nelson Valente Martins

Professor Adjunto de Ginecologia da Escola Paulista de Medicina - UNIFESP.

 

  1. GENOTIPAGEM E BIOLOGIA MOLECULAR DO HPV.

Prof. Dr. Ismael Dale Cotrim Guerreiro da Silva

Especialista em Ginecologia e Biologia Molecular; Professor Adjunto Livre Docente da UNIFESP.

 

  1. O INCT-HPV E A PESQUISA ENVOLVENDO O HPV.

Profª Drª Luiza Lina Villa

Pesquisadora há 30 anos na Área de Epidemiologia e Biologia dos HPVs; Professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Professora da Faculdade de Medicina da USP; Coordenadora do Instituto do HPV.

 

  1. HPV E HISTÓRIA NATURAL – INFECTIVIDADE, TIPOS DE LESÃO, CLAREAMENTO, LATÊNCIA E CURA ESPONTÂNEA.

Profª Drª Luiza Lina Villa

 

  1. EPIDEMIOLOGIA: SITUAÇÃO DO HPV E O QUE ESTÁ SENDO FEITO:
  1.  No Município e no Estado de São Paulo

Prof. Dr. Valdir Monteiro Pinto

Mestrado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP); Doutorado em Doenças Infectocontagiosas da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES); Presidente da Sociedade Brasileira de DST – São Paulo.

 

  1. No Brasil e no Mundo

Prof. Dr. Fabio Caldas de Mesquita

Diretor do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde; Doutorado em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo; Membro do Corpo Técnico da Organização Mundial de Saúde - OMS.

 

  1. IMUNOLOGIA - RESPOSTA IMUNE INDUZIDA POR HPV

Prof. Dr. Paulo César Giraldo

Professor Titular do Departamento de Toconigecologia da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP; Especialista em Tocoginecologia, DST e Genitoscopia.

 

  1. HPV E CÂNCER – ONCOGÊNESE (TIPO MAIS ONCOGÊNICOS, IMUNIDADE DO HOSPEDEIRO, IMPORTÂNCIA DOS LOCAIS DE TRANSIÇÃO EPITELIAL).

Profª Drª Marcia Terra Cardial

Professora Assistente da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina do ABC e Chefe da PTGI e Colposcopia; Doutora em Tocoginecologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Membro da Diretoria da SOGESP; Membro da Comissão Vacinas da FEBRASGO.

 

  1. HPV E ASSOCIAÇÃO COM OUTRAS DSTS (URETRITES, LUES, HIV, ENTRE OUTRAS).

Profª Drª Iara Moreno Linhares

Professora Livre Docente do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

 

  1. MÓDULO DE DIAGNÓSTICO E PATOLOGIA
  1.  Aspectos histológicos e/ou citológicos do colo uterino da vagina, vulva, pênis e ânus, perianal, oral, faringeana e extragenital. Existe diferença?

Profª Drª Mônica M. A. Stiepcich

Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina da USP; Doutorado em Oncologia na Fundação Antonio Prudente do Hospital AC Camargo; Especialista em Anatomia Patológica, Citologia e Colposcopia; Professora de Patologia da Universidade São Camilo; Patologista Sênior do Grupo Fleury.

 

  1. Novidades em Biologia Molecular.

Prof. Dr. Ismael Dale Cotrim Guerreiro da Silva

 

  1. Interpretação dos resultados de histologia e biologia molecular. Pode um dar positivo e o outro não e vice versa?

Profª Drª Maria Antonieta Longo Galvão da Silva

Doutora em Patologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – USP; Professora Assistente do Departamento de Ciências Patológicas da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP); Chefe do Serviço de Citologia da Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (AFIP) - Medicina Diagnóstica.

 

  1. Papel da célula tronco na oncogênese. Quais infecções das regiões anal, genital, oronasofaringolaringeana, cutâneas extragenitais em homens e mulheres que podem dar alterações histológicas semelhantes ao HPV.

Profª Drª Mônica M. A. Stiepcich

 

  1. MÓDULO DE DERMATOLOGIA
  1. Como o dermatologista avalia uma pessoa com suspeita de HPV - Diagnóstico e Tratamento

Prof. Dr. Walter Belda Junior

Doutor em Medicina (Dermatologia) pela Universidade de São Paulo; Livre-Docência em Dermatologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Professor Doutor da Universidade de São Paulo; Chefe do Ambulatório de Doenças Sexualmente Transmissíveis da Divisão de Dermatologia Universidade de São Paulo.

 

  1. Diagnóstico diferencial e a importância da biópsia.

Dr. Jonh Verrinder Veasey

Dermatologista Sócio da Sociedade Brasileira de Dermatologia; Médico Assistente da Santa Casa de São Paulo; Responsável pelo Ambulatório de Doenças Sexualmente Transmissíveis da Santa Casa de São Paulo.

 

  1. Imunodeprimidos com HPV e Risco de câncer. Qual o protocolo de acompanhamento.

Drª Denise Vieira Santos

Médica Especialista em Dermatologia.

 

  1. MÓDULO DE GINECOLOGIA
  1. Incidência e prevalência do HPV na mulher de acordo com a faixa etária.

Profª Drª Adriana Bittencourt Campaner

Mestre e Doutora em Tocoginecologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Professora Assistente da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Chefe do Setor de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia da Santa Casa de são Paulo.

 

  1. Quais os fatores de risco para aquisição e evolução do HPV (gravidez, menopausa, fumo, drogas e corticoterapia) e a taxa de Clearence.

Profª Drª Elsa Gay de Pereyra

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia; Médica Assistente Doutora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

 

  1. Morbimortalidade das doenças HPV induzidas e o impacto para os ginecologistas.

Profª Drª Adriana Bittencourt Campaner

 

  1. HPV de alto risco e HPV de baixo risco - qual a probabilidade de ambos evoluírem para condilomas ou lesões malignas no colo, vagina e vulva.

Dr. Altamiro Ribeiro Dias

Mestre e Doutor em Ciências pela Faculdade de Medicina da USP; Assistente da Oncologia Pélvica do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo.

 

  1. Screening para câncer do colo uterino. Importância do Papanicolaou e da biologia molecular.

Profª Drª Cíntia Irene Parellada

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia; Doutora em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP); Diretora Científica da Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia (ABPTGIC); Editora da Revista Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior.

 

  1. Aplicabilidade, indicações para testes de biologia molecular e métodos de coleta - Biópsia e Swab genital: importância, indicação. O que ajuda e o que pode atrapalhar na rotina do médico.

Profª Drª Cíntia Irene Parellada

 

  1. Possibilidades de tratamentos de HPV – Gestação e Lactação.

Drª Naira Scartezzini Senna

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia.

 

  1. Existe cura das lesões HPV induzidas? Se sim, qual o critério de cura? Qual a conduta nas lesões latentes?

Drª Isabel Cristina Berardinelli

Médica Chefe do Setor de Patologia do Trato Genital Inferior do Hospital Pérola Byington; Titular da Sociedade de Laser em Medicina e Cirurgia; Diretora da Clínica Ginecolaser Serviços Médicos.

 

  1. MÓDULO DE OTORRINOLARINGOLOGIA e CABEÇA E PESCOÇO
  1. Incidência e prevalência de HPV na cavidade nasal, oral laringeana e faringeana.

Prof. Dr. Ivo Bussoloti Filho

Mestre e Doutor em Medicina, Área de Concentração em Otorrinolaringologia pela Universidade Federal de São Paulo; Professor Adjunto do Departamento de Otorrinolaringologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

 

  1. Fatores de risco de HPV e câncer - influência do sexo oral.

Prof. Dr. Henrique Olival Costa

Especialista em Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

 

  1. Como avaliar as regiões nasais, orais, laringeanas e faringeanas - exames de magnificação, marcadores e métodos diagnósticos.

Drª Natália Martins M. de Andrade

Especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço pela Sociedade Brasileira de Cabeça e Pescoço; Médica colaboradora do grupo de Doenças da Laringe do Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

 

  1. Como o otorrinolaringologista trata as lesões de HPV - métodos de eliminação das lesões, tratamento da papilomatose laringeana e tratamento imunológico.

Prof. Dr. Leonardo da Silva

Mestre e Doutor em Medicina (Otorrinolaringologia) pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Professor de Otorrinolaringologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Coordenador do Programa de Educação Médica Continuada da Associação Médica Brasileira; Diretor Adjunto de Comunicação da Associação Paulista de Medicina.

 

  1. MÓDULO DE PEDIATRIA – HPV EM CRIANÇAS.

Dr. Paulo Aligieri

Médico Pediatra formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Ex-Professor Assistente da Disciplina de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

 

  1. MÓDULO DE PROCTOLOGIA
  1. Screening e seguimento com anuscopia e/ou citologia (indicação e importância). Risco de câncer.

Profª Drª Carmen Ruth Manzione

Mestre e Doutora em Cirurgia Geral pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Médica da Equipe Técnica de Proctologia do Instituto de Infectologia Emílio Ribas de São Paulo, Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Coloproctologia.

 

  1. Incidência de carcinoma anal em imunodeprimidos: a ação do antiretroviral e risco em praticantes de sexo anal.

Dr. Luiz Vagner Sipriani Junior

Especialista em Coloproctologia.

 

  1. Métodos diagnósticos. Quais são os métodos, indicações e interpretação (colposcopia anal, biópsia, citologia oncótica por raspado, biologia molecular e histologia).

Prof. Dr. Sidney Roberto Nadal

Livre docente do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Supervisor da Equipe Técnica de Proctologia do Instituto de Infectologia Emílio Ribas de São Paulo; Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Coloproctologia.

 

  1. Lesões precursoras do carcinoma anal.

Drª Mariza Helena Prado Kobata

Professora Assistente da Disciplina de Gastrocirurgia no Grupo de Coloproctologia e Colonoscopia, voltada para Estudo das Lesões Anais e Perianais HPV-Induzidas; Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (TCBC); Titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP).

 

  1. Como o Proctologista pode tratar lesões HPV induzidas. Métodos de eliminação das lesões e tratamento imunológico.

Prof. Dr. Helio Plapler

Professor Associado Doutor da Disciplina de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental do Departamento de Medicina da Universidade Federal de São Paulo; Fellow da American Society for Laser Medicine and Surgery.

 

  1. MÓDULO DE UROLOGIA
  1. Urologia: epidemiologia, prevalência e incidência.

Prof. Dr. Roberto José Carvalho da Silva

Mestre e Doutor em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de São Paulo e Titular da Sociedade Brasileira de Urologia e DST.

 

  1. Risco de o homem ter HPV: possibilidade de remissão total ou ficar latente. Risco de evoluir para câncer peniano.

Prof. Dr. Roni de Carvalho Fernandes

Professor Assistente do Departamento de Urologia da Santa Casa de São Paulo; Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Urologia – São Paulo.

 

  1. Métodos Diagnósticos.

Dr. Homero Gustavo de Campos Guidi

Especialista em Urologia; Consultor da Clínica Ginecológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

 

  1. Como o urologista trata lesão HPV uretral e extra-uretral.

Dr. Alberto Rosenblatt

Especialista em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia – SBU.

 

  1. Casos complexos de HPV no homem. Como trato.

Prof. Dr. Julio José Máximo de Carvalho

Mestre e Doutor em Medicina da Disciplina de Urologia do Departamento de Cirurgia da FCMSCSP; Professor Assistente da Disciplina de Urologia da FCMSCSP; Conselheiro Representante da Secretaria Municipal da Saúde (SP), no CMCT&I Conselho Municipal de Ciência d Tecnologia d Inovação - PMSP; Titular e Coordenador de Urologia da Sociedade Brasileira de Laser em Cirurgia e Medicina; Titular e Membro da Diretoria (Seção São Paulo) da Sociedade Brasileira de DST; Pesquisador do INCT - HPV (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do HPV).

 

  1. MÓDULO DE PNEUMOLOGIA: HPV E CÂNCER NO PULMÃO - FORMAS DE CONTAMINAÇÃO.

Prof. Dr. Roberto Stirbulov

Especialista em Pneumologia; Mestre, Doutor e Professor Adjunto pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Chefe Clínico na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

 

  1. MÓDULO DE CIRURGIA PLÁSTICA
  1. A preocupação dos homens e mulheres com as cicatrizes secundárias ao tratamento. O que pode ser feito?

Dr. Matheus Borela

Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica; Médico do Serviço de Cirurgia Plástica Dr. Ewaldo Bolivar da Universidade Santa Cecília / UNISANTA – Santos – SP.

 

  1. Ninfoplastia.

Drª Luiza Zonzini Máximo de Carvalho

Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica; Médica do Serviço de Cirurgia Plástica da Universidade de São Paulo.

 

  1. MÓDULO DE OFTALMOLOGIA - LOCAIS MAIS FREQUENTES DE LESÃO BENIGNA DE HPV; TIPOS MAIS FREQUENTES; RELAÇÃO DO HPV COM PTERÍGIO E OUTROS TUMORES.

Dr. José Vital Filho

Especialista em Oftalmologia.

 

  1. HPV E ABUSO SEXUAL.

Dr. Jefferson Drezett

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia; Médico do Centro de Referência da Saúde da Mulher do Hospital Pérola Byington.

 

  1. HPV E IMUNODEPRIMIDOS
  1. HIV e rastreio para o câncer de colo de útero.

Drª Naira Scartezzini Senna

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia.

 

  1. HPV e outras situações de imunossupressão (transplantados, quimioterapia, radioterapia, corticoterapia, entre outras).

Dr. Herculano Duarte Ramos de Alencar

Médico Dermatologista do Ministério da Saúde, lotado no CRT-DTS-AIDS de São Paulo; Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); Secretário da Sociedade Brasileira de DST (SBDST) - Regional São Paulo.

 

  1. HPV NO SÊMEN E POSSIBILIDADE DE INFERTILIDADE. OS BANCOS DE SÊMEN DEVEM TER ALGUMA ROTINA PARA PESQUISAS DE HPV?

Dr. Nuno Miguel Esteves Gaiato

Especialista em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia – SBU.

 

  1. TRATAMENTOS ALTERNATIVOS.

Drª Renata Aparecida Belotto

Médica do Setor de Genitoscopia do Centro de Referência da Saúde da Mulher do Hospital Pérola Byington, São Paulo; Profª da Universidade 9 de Julho; Responsável pelo Departamento de Ginecologia e Secretária da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia; Membro da Sociedade Panamericana de PDT.

 

  1. TRATAMENTO COM FONTES DE LUZ (LASER, TERAPIA FOTO DINÂMICA). COMO TRATO CASOS COMPLICADOS.

Drª Renata Aparecida Belotto

 

  1. VACINAS: PRESENTE E FUTURO.
  1. Vacinas disponíveis: Bivalente e Tetravalente. Indicações, contra indicações, eficácia e reações adversas.

Profª Drª Maricy Tacla

Doutora em Medicina (Obstetrícia e Ginecologia) pela Universidade de São Paulo; Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); Revisora de periódico da Revista Associação Paulista de Medicina.

 

  1. Vacinas em Estudo: terapêuticas e novas associações (nonavalente e com outras vacinas).

Prof. Dr. Edison Natal Fedrizzi

Professor de Ginecologia e Obstetrícia da UFSC; Doutor em Ciências pela UNIFESP; Chefe do Centro de Pesquisa Clínica Projeto HPV.

 

  1. ASPECTOS JURÍDICOS E ATIVIDADE MÉDICA - A VISÃO DE UM MÉDICO ADVOGADO.

Prof. Dr. Marjo Deninson Cardenuto Perez

Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Chefe do Departamento de Urologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

 

  1. HPV E ODONTOLOGIA
  1. Incidência de diagnóstico de HPV no consultório odontológico.

Dr. Humberto Zanetti

Mestre e Especialista em Prótese Dentária pela Universidade Paulista - UNIP; Credenciado pelo Sistema de Implantes Branemark – Suécia; Professor do Curso de Especialização de Prótese Fixa da Universidade Paulista (UNIP); Ministrador de Cursos na Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas - APCD.

 

  1. O que o dentista pode fazer ao encontrar alguma lesão suspeita de HPV.

Prof. Dr. Sergio Kignel

Mestre e Doutor em Diagnóstico Bucal pela Faculdade de Odontologia da USP; Professor Titular de Semiologia da Universidade de Araras; Especialista em Prótese Dental, Endodontia e Patologia Bucal.

  1. ASPECTOS PSICOLÓGICOS DAS PESSOAS COM HPV E OUTRAS DSTS.

Dr. Reginaldo Bortolato

Especialista em DST/AIDS; Assessor Técnico do Programa DST/AIDS da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.

  1. ZOOFILIA E CÂNCER PENIANO.

Dr. Stênio de Cássio Zequi

Especialista pela Sociedade Brasileira de Urologia, Mestre e Doutorando em Oncologia, FAP Hospital do Câncer São Paulo.

 

  1. HPV E VETERINÁRIA - PAPILOMAVÍRUS EM ANIMAIS SÃO OS MESMOS QUE NO HOMEM? QUAIS ANIMAIS MAIS ACOMETIDOS E TIPOS DE PAPILOMA MAIS FREQUENTES. QUAL A RELAÇÃO DAS VERRUGAS DE AÇOUGUEIRO COM A MANIPULAÇÃO DE CARNE ANIMAL?

Dr. Renato Zonzini Bocabello

Veterinário Responsável na Nato Medicina Veterinária.

 

  1. SIMPÓSIO SATÉLITE ACHÉ:  A TIMOMODULINA.

Dra. Zuleid Daritas Linhares Mattar

Pediatra pela Escola Paulista de Medicina; Fundadora da ABRA – Associação Brasileira de Asmática; Diretora de Políticas Governamentais e Internacionais da ABRA.